TURISMO




4. TURISMO


Secretaria Municipal de Turismo e Informações Turísticas
Rua Modesto Alfredo Surian 05
Fone: (14) 3653 5282
Funciona: Todos os dias, incluindo feriados. Fecha somente em 03 de maio e 15 de setembro (caso caia durante a semana). Segunda a sexta das 07h30 às 17 h. Sábados, domingos e feriados das 09h00 às 15h00 (Ponto de Informações Turísticas).
Site: www.brotas.tur.br      
Secretária Municipal de Turismo – Luciana Pires de Jesus –  turismo@brotas.sp.gov.br

Conselho Municipal de Turismo (COMTUR)
Presidente: Alexandre Laranjeira (Associação Comercial e Industrial de Brotas)
Secretaria Executiva do COMTUR
Rua: Modesto Alfredo Surian, 05
Fone: (14) 3653 5282

ABROTUR – Associação das Empresas de Turismo de Brotas e Região
Presidente: Rodrigo Braga Saldanha
Av: Padre Barnabé Giron, nº 110
Fone: (14) 3653 8667
E-mail: secretaria@abrotur.com.br
Site: http://www.abrotur.com.br/



4.1 Turismo de Aventura, Ecoturismo e Atividades ao Ar Livre

Turismo que utiliza os recursos naturais como cenário para prática de atividades físicas,  contemplação e interação com a natureza, preservando a natureza e respeitando os costumes locais.

·         Atividades de Técnicas Verticais
 
  ARVORISMO: percurso acrobático aéreo entre árvores utilizando equipamentos de técnicas verticais.

CACHOEIRISMO: Prática de rapel em cachoeira. Há a possibilidade de descer a cachoeira em rapel mais de uma vez.

CANIONISMO: Exploração de cânions encachoeirados utilizando diversas técnicas, dentre elas o rapel. Natação, flutuação, marcha aquática, tobogã, saltos.

ESCALADA: Esporte praticado para ascensão de paredes rochosas ou artificiais (escalada indoor).

QUEDA LIVRE: É a primeira plataforma de Queda Livre no Brasil viabilizada com a tecnologia Quinck Jump, um equipamento americano que reduz a velocidade do participante à medida que ele se aproxima da plataforma de chegada. Um ascensor mecânico leva o particpante de volta à plataforma sem eforço.

RAPEL: Técnica de descida vertical, usada pelos praticantes de canionismo, espeleologia e escalada, que consiste em descer desníveis predominantemente verticais, utilizando equipamentos de técnicas verticais.

SLACK LINE: Uma fita elástica é fixada entre duas árvores, a menos de 1m do chão. A intenção é se equilibrar sem cair. Esta atividade tem sido a sensação dos últimos verões nas praias do Brasil.

TIROLESA: Prática que consiste em fazer a travessia de um lado a outro sobre: vales, encostas, cânions, rios, cachoeiras e lagos, utilizando técnicas verticais.

·         Atividades Aquáticas
 
RAFTING: Prática de descida em rios com quedas d'água e corredeiras, usando bote inflável e equipamentos de segurança. Em Brotas é feito no Rio Jacaré Pepira variando entre classe II e IV.

BÓIA-CROSS: Prática de descida em rios com quedas d'água e corredeiras, usando uma bóia especial em formato redondo com alças de segurança e equipamentos de segurança.
 
BANHO DE CACHOEIRA: Caminhada por trilha até a cachoeira para contemplar e nadar.

KR – Kaiak Rafting: Prática de descida em rios com quedas d'água e corredeiras, usando “caiaques” infláveis e equipamentos de segurança.

MINI RAFTING/FLOATING: Prática de descida em rios com quedas d'água e corredeiras, usando bote inflável e equipamentos de segurança. Praticado no trecho básico do Rio Jacaré Pepira com corredeiras classe I e II. Indicado para crianças pequenas e Melhor Idade.

PESCA: Prática mais comum no bairro de “São Sebastião da Serra”, onde se localiza a “Represa do Rio Jacaré” permitida a pesca em barco. Obs: local aberto ao público.

CIRCUITO CABLE: wakeboard, kneeboard, skiboat são praticados em um circuito com 150 metros de extensão e 300m no total.  As pranchas e a boia são puxadas por cabo motorizado, comandado por profissionais que aceleram e desaceleram de acordo com o conhecimento do participante. Brotas é o terceiro destino do Brasil a receber um circuito cable.

CANOAGEM: você poderá remar em caiaques duplos ou individuais, abertos e de fácil manuseio, curtindo o visual do parque e fazendo pausas para nadar.
 
STAND UP PADDLE: prancha para todas as idades surfar em pé com a ajuda de um remo. A atividade ocorre em um lago. Uma das maiores sensações do verão brasileiro.
 
AQUABALL: é uma maneira divertida de flutuar sobre a água. Dentro de uma grande bolha de plástico, o desafio é dominar a bola, ficar de pé e se locomover sobre a água em diferentes direções. Venha dar cambalhotas na água sem se molhar!

·         Atividades na Terra

CAMINHADA: Prática de passeios individuais e coletivos feitos a pé por trilhas e caminhos que cruzam ambientes naturais.

CAVALGADA: Prática passeio equestre, individuais ou coletivos, percorrendo trilhas, caminhos e pequenas estradas que cruzam ambientes naturais.

MOUNTAIN BIKE: Prática de passeios de bicicletas adaptadas para percorrer terrenos acidentados de terra como trilhas, caminhos e pequenas estradas.

QUADRICICLO: Passeio em motos com 4X4 para uma ou duas pessoas, passando por estradas e trilhas, contemplando as paisagens da região podendo ter travessia de rios e acessando ou não atrativos naturais.

BIRDWATCHING: Atividade de observação de aves no seu meio natural, atividade turística resultante da vertente contemplativa do ecoturismo.

FORA DE ESTRADA/off road: passeios feitos em veículos 4x4 em estradas de terra.

ARCO E FLECHA: O participante recebe 10 flechas, para competir com amigos ou bater seus próprios recordes – quando mais perto do centro do alvo, maior a pontuação. Os arcos recurvos, próprios para iniciantes, atiram com precisão numa distância de até 30 metros. Instrutores ajudam no manuseio dos arcos, recarga de flechas e contam dicas e curiosidades sobre o esporte.
                                               
PAINTBALL: campos ao ar livre montado em área verde de 20×50 metros. Equipados com máscaras, marcadores, coletes e munição, os participantes devem cruzar o campo para conquistar a bandeira do adversário. Temos dois campos, um indicado para iniciantes e outro em meio a mata indicados para praticantes avançados.
 
GIROMASTER: O Giromaster é um simulador de gravidade zero. Tente controlar o peso do seu corpo para se manter vertical ao solo – ou não!
 
4.2 Turismo Cultural

O Turismo Cultural vem ganhando força nos últimos anos em Brotas. Com a criação de atrativos diferenciados como um centro astronômico, museus, ateliês de arte além da cultura do interior paulista.

Tem a Feira de Artesanato que funciona aos sábados na Praça Amador Simões, onde acontece também o “Show da Praça”.

O “Centro Cultural” abriga exposições de QUADROS, ARTES PLÁSTICAS (eventos esporádicos) e “Museu do Cotidiano de Brotas” (conta a história cafeeira no município).

O “Museu do Calhambeque” abriga diversos fordinhos dos anos de 1930 e outras curiosidades da época.

O “Museu Bozo D´Água” se localiza no centro. Está aberto todas as noites e abriga as conquistas diversas da equipe Tricampeã Mundial de Rafting Bozo D´Água.

Há ainda lojas de artesanato, mini alambique de cachaça para demonstração aos visitantes, ateliês de artes, cerâmica com Queima de Raku, além de locais pitorescos como bistrôs e restaurantes temáticos.

4.3 Turismo Rural

Brotas possui diversas fazendas voltadas à visitação com culinária caipira, café rural, hospedagem, colheita do fruto no pé, tirar leite de vaca, cavalgadas e diversas vivências da cultura no campo.

4.4 Programas de Treinamento Empresarial

As empresas trazem seus funcionários a Brotas para utilizar da vida ao ar livre, turismo de aventura e infraestrutura completa, para realizar diversos tipos de treinamento com sua equipe como programas de incentivo, prêmios e integração.

4.5 Turismo Pedagógico e de Estudo do Meio

Direcionado aos ensinos e à graduação, utiliza-se o Meio Ambiente de Brotas como sala de aula. Estudos do Meio, Preservação, Biologia, Geografia, Ciências, Química, Física, História, etc.


Hotéis, Colônias e Acantonamentos de Férias com monitoria especializada, realizando atividades e dinâmicas direcionadas para crianças de todas as idades escolares.

Qual a melhor atividade praticada em Brotas?